Estudos sobre Carbono no Oeste da Bahia são apresentados em workshop

Instituto AIBA > Notícias > Notícias > Estudos sobre Carbono no Oeste da Bahia são apresentados em workshop

Como parte da programação dedicada à Conservação Nacional do Solo, cuja data oficial é comemorada no dia 15 de abril, a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), realizou na manhã desta terça-feira (26), um workshop para apresentação dos resultados dos estudos de Carbono realizados na região Oeste da Bahia em parceria com o Instituto Aiba, Solidaridad, Land Innovation Fund, Uneb e Abiove.  O encontro, sediado no auditório Aiba/Abapa, contou com a participação da equipe do Núcleo de Sustentabilidade da entidade agrícola, produtores rurais, técnicos, pesquisadores, professores e acadêmicos. Representando a diretoria da Aiba, o diretor executivo Alan Malinski deu as boas-vindas aos participantes do workshop e o gerente de Sustentabilidade, Enéas Porto, apresentou um vídeo explicativo sobre a importância do carbono para a produção de alimentos. “Os resultados mostram que as áreas da região Oeste da Bahia apresentam um estoque de Carbono muito significativo. Esses estudos da Aiba e parceiros visam comprovar as boas práticas já executadas pelo produtor rural. A matéria orgânica que foi inserida nas áreas produtivas e os investimentos realizados no manejo do solo, fazem com que a nossa região seja essa referência de agricultura moderna e sustentável no País e no mundo”, destacou o analista ambiental do Núcleo de Sustentabilidade, Aloísio Júnior. Durante o encontro, foram realizadas palestras partindo das temáticas:  ‘Contextualização dos estudos de Carbono realizados no Oeste da Bahia’, ministrada pelo analista ambiental da Aiba, Aloísio Júnior, ‘Emissão de CO2 nos diferentes sistemas de Manejo de Grãos e Fibras da região Oeste da Bahia’, conduzida pelo professor da Uneb, Dr. Jorge da Silva Júnior, e ‘Linha de base do balanço de Carbono na produção de soja na região Oeste da Bahia’, apresentada pela especialista em Carbono da Solidaridad, Camila Santos. Para o professor da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Dr. Jorge da Silva Jr. esse estudo fortalece a importância da formação de novos manejos adequados para a região Oeste da Bahia. “Esses estudos são importantes para entendermos como práticas sustentáveis podem permitir, ainda mais, a elevação da produção, conservando as características do meio ambiente. Com isso,  possibilita atividades de universidades em parceria com os produtores, para a geração de mais conhecimento sobre o assunto, que é o principal objetivo nesse momento”, explica. A especialista em Carbono da Solidaridad, Camila Santos, falou sobre a relevância de parcerias para reforçar os estudos na região, que vão impulsionar as boas práticas agrícolas e a sustentabilidade. “Quando se fala em balanço de Carbono, fala-se sobre matéria orgânica no solo. Isto está diretamente relacionado à fertilidade, conservação, produtividade e, principalmente, de alimentar a resiliência da produção aos veranicos, visando o futuro do sistema agrícola”, aponta a profissional. Durante o evento, foi aberto espaço para questionamentos dos participantes e, em seguida, houve o encerramento com a entrega da devolutiva aos produtores colaboradores. “Venho acompanhando esse trabalho da Aiba e parceiros, que é de extrema importância por agregar informações sobre o tipo de manejo  que deve ser adotado para garantir a sustentabilidade do sistema agrícola. Isso garante a permanência no campo para as futuras gerações”, concluiu o responsável técnico da Fazenda Triunfo, Fernando André. Ascom Aiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.