Bahia Farm Show destaca a importância da mulher no agro

Instituto AIBA > Notícias > Notícias > Bahia Farm Show destaca a importância da mulher no agro

Com o objetivo de destacar o protagonismo da mulher no cenário da agricultura regional, um painel de debates sobre a temática ‘A mulher no Agro’, foi realizado na manhã desta quinta-feira, (02), na Bahia Farm Show, maior feira de inovação e tecnologia agrícola do Norte e Nordeste, em Luís Eduardo Magalhães. Com participação das produtoras rurais, Carminha Missio, Suzana Viccini, Alessandra Zanotto e Camila Carvalho, o painel foi conduzido pela jornalista Georgina Maynart da Rede Bahia e TV Oeste. “São mulheres que tem histórias incríveis, inspiradoras, competentes, atuantes, batalhadoras, que trabalham na gestão das fazendas, cuidam dos filhos, que venceram barreiras e ao mesmo tempo se consolidaram como grandes profissionais” revelou a jornalista e mediadora do painel, Georgina Maynart, que ainda complementou. “A Bahia e o Brasil precisam conhecer mais sobre o Oeste Baiano, as pessoas que trabalham aqui, empreendedores e sobre essa preocupação com a sustentabilidade, pensando no futuro sempre”. As participantes destacaram sobre a trajetória histórica e as vivências. Para a produtora rural Carminha Missio, que foi destaque pela Forbes como uma das mulheres mais influentes do agro, a mulher vem ganhando cada vez mais espaço no setor. “Sinto uma gratidão muito grande, emocionada e agradecida por essa oportunidade. Cada vez mais, nós mulheres temos que nos desafiarmos, e sermos voz e ouvidos dessa cadeia produtiva que pulsa aqui no Oeste da Bahia”, declarou a produtora rural, Carminha Missio, atual vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado da Bahia (FAEB) e ex-presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães. Representando a nova geração de produtoras rurais, Camila Carvalho, partilha da mesma emoção. “Adorei participar do bate-papo, é sempre muito bom escutar o que outras mulheres produtoras rurais, que estão há mais tempo, tem a falar, e ensinar, pois tenho muito a trilhar, tanto no âmbito pessoal quanto profissional”, afirmou a representante da Captar Agrobusiness. Já Alessandra Zanotto, vice-presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), reforçou a necessidade de mais espaço para as mulheres. “Como empresárias que somos, queremos andar de lado a lado com os homens”, reforça. Núcleo Mulheres do Agro – Já na tarde de sexta-feira (03), outro importante debate abordando a temática para o público feminino, teve continuidade por meio do painel ‘Ser mulher, ser mãe, ser profissional, ser humano…ser feliz…Ser’. O evento, promovido tradicionalmente em outras edições pelo Núcleo Mulheres do Agro, desta vez foi conduzido pela palestrante Nayara Barrocal. “Quando a gente pensa que está dentro de uma feira de agronegócio como este, que tem um grupo de mulheres organizadas para essa área, que atuam em vários âmbitos, a gente compreende que precisamos valorizá-las e trazer instrumentos e ferramentas que as acolha, fazendo-as entendê-las que podem chegar onde elas querem, respeitando o tempo e espaço, construindo isso juntas. A palestra aborda sobre as mulheres voltando para o feminismo de qualidade que respeita a mulher, o ser humano, a mãe e a substituição do ter pelo ser”, disse a palestrante. No momento, foram destacadas as principais ações desenvolvidas pelo Núcleo, como os projetos Algodão que aquece, Plante amor, salve vidas e Plantar para alimentar. “Nós representamos parte dessa história das mulheres que trilharam no Oeste Baiano, uma história construída há mais de 40 anos. Estou muito feliz em poder contribuir com esse momento e com essas pessoas”, destacou a presidente do Núcleo Mulheres do Agro, Suzana Viccini. O evento foi encerrado com sorteios de brindes às participantes e oferecido um happy hour.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.